Para cada necesssidade uma porta. A indústria brasileira de madeira tem investido cada vez mais em pesquisa e desenvolvimento  para entregar ao mercado produtos que atendam as demandas dos clientes. O trabalho tem como base as diretrizes da norma NBR 15930 – Portas de madeira para edificações. Conheça as etapas envolvidas nesse processo:

  1. Definição do conceito: com o envolvimento das áreas Comercial Marketing e Design, a indústria avalia os requisitos e objetivos do projeto, define os recursos tecnológicos necessários e a viabilidade econômica.
  2. Projeto: a partir da concepção, é preciso estruturar o projeto do produto, definir design e a engenharia da porta. Além disso, é nessa etapa que são feitas as análises de custos e dos materiais que serão usados e realizados testes e ensaios, construídos protótipos e embalagens. Podem participr dessa etapa profissionais da Engenharia, Materiais, Compras, Produção e Qualidade.
  3. Produção: a partir do projeto é produzido o lote piloto, planejamento dos materiais, preparada a documentação técnica e as pessoas são treinadas para a fabricação da nova porta. Envolvem-se nessa fase equipes da produção, materiais e logística.
  4. Comercialização: para viabilizar a comercialização, as empresas analisam a concorrência, desenvolvem planejamento de marketing e estratégia de comunicação, além de treinamentos. Nessa etapa estão envolvidas as áreas Comercial, Marketing e Vendas.

Vale lembrar que além do desenvolvimento de produtos a partir de demandas do mercado, as indústrias de portas de madeira investem constantemente na melhoria dos modelos já existentes com o objetivo de agregar ainda mais qualidade aos produtos em catálogo e atender os requisitos técnicos para a certificação.

Fonte: Assessoria de Imprensa Abimci/PSQ-PME
Foto: Adami

VOLTAR