Trabalho que vem sendo coordenado pela Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente irá resultar na publicação da parte 3 da norma de portas de madeira

A Comissão de Estudos (CE 12) do Comitê Brasileiro da Madeira (CB-31) da Associação Brasileira da Normas Técnicas (ABNT) esteve reunida em outubro para discutir a parte 3 da norma NBR 15930-3 – Portas de Madeira para Edificações – Requisitos de Desempenho Adicionais. O trabalho vem sendo coordenado pela Associação Brasileira de Madeira Processada Mecanicamente (Abimci), gestora do CB-31.

Com importantes avanços e contribuições dos envolvidos – construtoras, fabricantes, laboratórios – a Comissão decidiu aprofundar o debate e esclarecer todas as dúvidas dos participantes para chegar a um consenso quanto ao texto. O objetivo é que na próxima reunião, agendada para o dia 28 de novembro, a discussão seja finalizada e o texto seja aprovado para ser encaminhado à consulta nacional.

São consideradas portas com desempenho adicional, abordadas pela norma, as portas resistentes ao fogo, com isolamento acústico, as específicas para ambientes que exigem acessibilidade e as destinadas a locais com radiação.

Norma técnica

A NBR 15930-2 – Porta de Madeira para Edificações – Requisitos foi atualizada em 2018 e define os requisitos de desempenho e a classificação das portas de acordo com a ocupação e uso. Após a publicação dessa parte da norma, a Comissão deu início aos trabalhos de revisão da parte 3 (requisitos adicionais), que segue para a fase final; e posteriormente, trabalhará na atualização da parte 4 (instalação e manutenção).

Para buscar portas de madeira que já atendem os requisitos da norma em vigor, basta acessar o site www.psqportas.com.br.

Fonte: Assessoria de Imprensa Abimci – Interact Comunicação

VOLTAR